Saiba como a Gestão de TI ajuda a reduzir custos na empresa!

Working All Night Long - RGM Tecnologia da Informação

Os princípios da Gestão de TI estão diretamente ligados à conformidade, mapeamento e mitigação de riscos e eficiência dos processos. O resultado da aplicação de tudo isso dentro do seu negócio é, entre muitos fatores, a economia.

Uma empresa que não investe no aprimoramento contínuo do seu TI e em atualizações em seus padrões de segurança está em constante risco de sofrer com invasões por cibercriminosos, outras ameaças virtuais e até deslizes causados pela falha humana. O resultado disso é um só: um verdadeiro desastre jurídico e econômico.

Agora, com o advento da LGPD, tudo isso se intensifica. Não são poucas as empresas que estão recorrendo a consultorias especializadas e outros serviços de TI para garantir total conformidade diante da nova legislação. Acontece que, de acordo com o que estabelece a legislação, a segurança da sua empresa não será um assunto pontual, mas sim recorrente.

A Gestão da Tecnologia deve ser recorrente

A proteção dos dados e as políticas de segurança não são algo que o empresário e sua equipe interna de TI definem uma única vez e seguem pelo resto da atuação da empresa. É preciso revisar esses elementos periodicamente, garantindo que eles estejam atualizados diante dos padrões nacionais e internacionais.

Não só isso; hackers e outros cibercriminosos estão se aprimorando constantemente, buscando por falhas em softwares, brechas em tecnologias e por colaboradores desavisados que, ao abrir um e-mail aparentemente confiável, clicam em um link que parece verdadeiro, mas é uma isca para capturar informações sensíveis.

Os golpes estão cada vez mais recorrentes, e uma rápida olhada em qualquer página de notícias com ênfase em segurança da informação ou tecnologia permite ter uma ideia de como isso é grave.

Ninguém está seguro

Pequenas, médias e grandes empresas estão sujeitas a incidentes de segurança dos dados. Claro, empresas maiores possuem uma maior complexidade em suas operações, e os riscos apresentam diferenças em relação às menores. Mas, no geral, toda empresa está sujeita às mesmas vulnerabilidades, que incluem:

  • Softwares não licenciados ou desatualizados;
  • Sistemas operacionais obsoletos;
  • Tecnologia desatualizada;
  • Políticas de segurança brandas demais;
  • Uso inadequado de privilégios e contas administrativas;
  • Pouca ou nenhuma previsibilidade de riscos;
  • Nenhum plano de contingência em caso de incidentes de segurança;
  • Falta de um plano de contingência de negócios;
  • Pouca ou nenhuma conscientização sobre segurança da informação, proteção de dados e boas práticas durante o uso do ambiente de trabalho.

E isso é apenas o começo. Todos os colaboradores devem conhecer o impacto do seu trabalho, os riscos envolvidos e as consequências que a empresa pode sofrer por conta de erros.

Responsabilidade Corporativa e economia de recursos

Você pode imaginar que o mapeamento de vulnerabilidades, a gestão de riscos, a criação de contramedidas e testes de vulnerabilidade periódicos sairão caros para o seu negócio. De fato, esse trabalho apresenta um custo financeiro e de tempo por parte do seu pessoal. Mas, o que você talvez não saiba é que esse custo é irrisório diante das consequências que sua empresa pode sofrer no caso de algum deslize ou invasão.

Apenas para caráter informativo, vale lembrar que as multas da LGPD chegam a até R$50 milhões de reais. Basta um pequeno deslize para sofrer com a fiscalização da nova lei, ainda que as sanções sejam aplicadas apenas a partir de 2021.

É importante se adaptar agora, visto que alguns dos processos podem levar até um ano para sua implementação, dependendo das necessidades do seu negócio.

A economia proporcionada pela Gestão de TI é considerável por evitar que a empresa tenha gastos desnecessários com ações corretivas, com tecnologias e aplicações que em nada contribuirão para a empresa e possíveis armadilhas do mundo digital.

Dessa forma, é necessário ter contato constante com uma equipe especializada em TI, como a RGM. Na dúvida, é sempre melhor perguntar e receber orientação.